Destaque — 13 de dezembro de 2012
O Homem Mais Procurado do Mundo

O Homem Mais Procurado do Mundo (Dark Zero Trinta) é um filme de ação americano dirigido e co-produzido por Kathryn Bigelow, com roteiro de Mark Boal, ambos associados com The Hurt Locker, outro thriller de ação militar que ganhou o Oscar de Melhor Filme e outros cinco Oscars em 2009. Anunciado como “a história da maior caçada humana da história para o homem mais perigoso do mundo”, o filme narra os esforços americanos para capturar ou matar Osama bin Laden. É estrelado por Jessica Chastain, Jason Clarke, Chris Pratt, Kyle Chandler, Édgar Ramírez, Joel Edgerton, Ricky Sekhon e Mark Strong. O filme teve sua première em Los Angeles, Califórnia, em 10 de dezembro de 2012.

O trailer é uma cortesia da Columbia Pictures

A HISTÓRIA

Uma crônica da caça de uma década para a Al-Qaeda, Osama bin Laden, após 11 de Setembro de 2001, e sua morte nas mãos dos EUA Navy SEALs em maio 2011. Bigelow e Boal tinham inicialmente trabalhado em terminar um roteiro centrado em torno da Batalha de Tora Bora, onde Bin Laden acreditava estar escondido. Os dois estavam prestes a começar a filmar quando surgiram notícias de que Bin Laden havia sido morto. Eles imediatamente engavetaram o filme que estavam trabalhando e redirecionaram seu foco, essencialmente, começando do zero. “Mas muito do trabalho de casa que eu tinha feito para o script do primeiro e um monte de contatos que fiz, transitaram”, disse Boal durante uma entrevista à Entertainment Weekly. Ele acrescentou: “Os anos que passamos falando com militares e operadores de inteligência envolvidos na luta contra o terrorismo foi útil para ambos os projetos. Alguns dos terceirizados já haviam se desenvolvido muito, e por muito tempo continuou a ser útil para esta versão “.

Partes do filme foram filmadas em Chandigarh, na Índia. Algumas partes de Chandigarh foram projetados para se parecer com Lahore e Abbottabad, no Paquistão, onde Osama bin Laden foi encontrado e morto em maio de 2011. Manifestantes locais anti-Osama bin Laden e anti-Paquistão manifestaram seus sentimentos como opostos aos locais do Paquistão, sendo retratado em terras indígenas.

Polemica

Controvérsia política partidária cercaram o filme, mesmo antes do início das filmagens. Os opositores do governo Obama acusaram os produtores de agendar o lançamento em outubro, pouco antes da eleição presidencial de novembro, para que ele apoiasse a reeleição de Barack Obama por lembrando ao público que deu a ordem para iniciar o ataque que matou Bin Laden. A Sony negou que a política foi um fator na liberação, afirmando que a data de lançamento inicial foi escolhida porque era o melhor dia disponível para um thriller de ação sobre um lineup lotado. O roteirista do filme acrescentou, “o presidente não é retratado no filme. Ele não é o filme”. A distribuidora Columbia Pictures, sensível a percepções críticas, considerou liberar o filme no início de 2013. A data de lançamento foi marcada para 19 de dezembro, 2012, bem depois da eleição e discussão sobre o suposto conflito político. A data de lançamento nacional foi adiado para 11 de janeiro , 2013, movendo-o para fora do período de Natal lotado e competitivo e mais perto do Oscar. Após o lançamento limitado do filme, e particularmente após a controvérsia em torno da representação da tortura no filme, Frank Bruni concluiu que o filme é ” muito choro da parte empolgante de propaganda pró-Obama de que alguns conservadores temiam que seria”

A Crítica

O filme foi recebido com aclamação de críticos de cinema, que detém actualmente uma classificação de 100% “fresh” no Rotten Tomatoes, baseado em 28 avaliações e uma classificação média de 9/10,, bem como uma pontuação de 99 em Metacriticbased em 10 comentários.

Revisão Richard Corliss ‘na revista Time afirma “O Homem Mais Procurado do Mundo é um filme danado de bom”, chamando-o de “uma polícia processual em grande escala” e dizendo que “sopra Argo fora da água.”

Original em http://pt.wikipedia.org/wiki/Zero_Dark_Thirty

Comente

Veja Também

Compartilhe!

Sobre o Autor

Jânio Nazareth

O jornalista Jânio Nazareth cobre a indústria do cinema em Hollywood, em Los Angeles. Além de produzir o boletim Repórter Hollywood na internet, também cobre as novidades da 7a arte para o programa Okay Pessoal com Otávio Mesquita no SBT